Blog Tecnológico

Power BI: Boas práticas para criar projetos em nível profissional

Bruno Battestin • 10 jun 2022 • Microsoft Power BI

Power BI: Boas práticas para criar projetos em nível profissional

Ao criar painéis, relatórios e projetos em geral no Power BI Desktop, devemos aderir a algumas práticas afins de evitar problemas, facilitar a leitura para futuros desenvolvedores e otimizar o desempenho de seu fluxo de dados.

Versionamento

A primeira e mais básica boa prática que devemos aprender é o versionamento de arquivos.
Versionar um arquivo, consiste basicamente em criar backups de seu projeto a cada alteração significativa, por exemplo:

Dados importados > Salvar versão 001

Dados tratados > Salvar versão 002

Dados categorizados > Salvar versão 003

*Lembre-se de sempre salvar arquivos diferentes, clicando na opção “Salvar como”, nunca salvar versão em cima de versão.

Desta forma caso aconteça algum acidente, como apagar uma tabela (alteração irreversível) temos um arquivo com a tabela ainda importada, diminuindo o retrabalho consideravelmente. Quanto mais versões você salvar, mais você diminui as chances de haver retrabalho!

Padronizar Nomes

A segunda boa prática é um pouco mais abrangente que a primeiro, mas também fácil de aprender, baseando-se em padronizar o nome que damos para cada elemento, como tabela, coluna, medida, versão de arquivo.

Tabela: É importante sempre manter um padrão nos nomes das tabelas, como no caso de um modelo de dados constituído por tabelas Fato e Dimensão. É importante sempre salvar tabelas Fato e Dimensão padronizando seus nome, por exemplo:

Fato Vendas, Fato Devoluções, Dim Cliente, Dim Produto ou fVendas, fDevoluções, dClientes, dProduto.
O importante é sempre manter um padrão. Isso vale para medidas, se uma vez você chamar a some das vendas de “Receita”, sempre faça referência a ela utilizando este mesmo nome:

Seguindo esta boa prática além de ficar mais fácil de localizar elementos dentro de seus relatórios, caso algum outro desenvolvedor precise utilizar seu arquivo o entendimento será facilitado e você não precisará explicar como seu trabalho está organizado.

Economizar etapas no Power Query

Esta boa prática pode lhe custar um pouco de tempo e raciocínio, mas lhe economiza problemas futuros em relação a desempenho.

Nós já sabemos que para cada transformação feita em nossos dados, dentro do Power Query é adicionada uma nova “Etapa Aplicada”. Pensando nisso observe a seguinte imagem:

Neste imagem podemos perceber que existem etapas duplicadas que poderiam ser unificadas, as etapas “Tipo Alterado1” e “Colunas Renomeadas1”.

Para que o Power Query não precise realizar duas vezes um mesmo tipo de etapa, podemos unificar estas etapas, para isso, basta apagar as etapas duplicadas, clicar nas etapas primárias (Tipo Alterado e Colunas Renomeadas) e aplicar as modificações que haviam sido feitas nas duplicatas.

Ao reduzir o número de etapas estamos diminuindo os processos que o Power Query irá realizar ao trazer os dados para o Power BI e para atualização dos dados, seja manualmente, ou atualizações agendadas.

É importante sempre buscarmos simplificar o entendimento e processos em nossos projetos, por isso sempre busque conhecer e aplicar boas práticas em seus projeto!

Para conhecer mais detalhes como estes que fazem a diferença, inscreva-se em nosso próximo curso regular de Business Intelligence com Power BI: www.eng.com.br/wpbi

Gostou deste conteúdo?




 

 

Bruno Battestin

Bruno Battestin

Graduando em Engenharia da computação pela USJT. Apaixonado por compartilhar conhecimento e simplificar as tarefas do dia a dia. Atuando em tecnologia com Power BI.

Prvacidade e Proteção de Dados | ENG DTP & Multimídia

ENG DTP & Multimídia - Logo

 

 

ENVIE SEU CONTATO e SEUS COMENTÁRIOS

ENG DTP & Multimídia

ENG DTP & Multimídia. Todos os direitos reservados.
Nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.